Dicas para a volta as aulas

Oie,

Um dos períodos mais aguardados do ano pelas crianças está chegando ao fim e assim, as escolas se preparam para receber os alunos que ficaram semanas descansando de férias. Contudo, não são somente as instituições de ensino que precisam se preparar. É necessário que pais e filhos também se organizem e entrem no ritmo de volta às aulas.

dicas para voltar às aulas

Para isso a analista de comportamento e diretora da IEAC (Instituto de Educação e Análise do Comportamento), Michelli Freitas compartilhou com a gente dicas para que o retorno às atividades escolares seja o mais prático possível:

1 – Horário: Os pais precisam organizar os horários dos filhos com dias de antecedência. Isto vale para os horários de dormir, refeições e outras atividades.

2 – Relembre: Faça passeios em museus ou atividades que resgatem conhecimentos escolares e assim preparam o cérebro para voltar ao ritmo de aprendizado novamente.

3 – Organização: Ensinar as crianças a partir de seis anos a usarem o calendário ou planner, para que comecem a ter senso de responsabilidade com a rotina e atividades importantes. Deixe que escolham a agenda com a temática da preferência deles e que se envolvam no processo.

4 – Planejamento: Para as crianças acima de oito anos é importante ensinar a fazer listas de tarefas e também respeitar prazos.

5 – Programação: Aproveite as dicas acima e crie também um calendário familiar já com a programação para o semestre.

6 – Família: Aproveite os momentos em família para relembrar as regras da casa e como regular o uso de eletrônicos, bem como reservar um horário para que todos possam estar juntos.

7 – Diálogo: Converse com as crianças sobre o que elas esperam da volta às aulas. Questione se estão animadas, ou não e as razões.

8 – Afeto: Para os mais novos, combine encontros com os coleguinhas, para que os laços possam ser reativados entre as crianças.

9 – Compras: Faltam itens que precisam ser repostos para a volta às aulas? Que tal irem todos juntos fazer estas compras? Será um momento de conhecimento para ambos.

10 – Lazer: Com a ajuda dos pequenos, bole uma lista de atividades de recreação para fazer após a escola.

11. Preparo: Cheque os uniformes, mochilas e lanches no dia anterior para não ter surpresas.

12 – Mudanças de comportamento: Notou algum problema específico, dificuldade, alteração de comportamento nas férias? Hora de avisar a escola e os professores para que fiquem atentos e ajudem a entender o que está acontecendo.

13 – Controle a ansiedade: Com o cronograma de aulas em mãos, converse com a criança e explique como será o semestre e o que será aprendido para alinhar a ansiedade e expectativa.

14 – Novas atividades: Pode ser um momento de pensar em uma atividade extracurricular. Pais e filhos podem escolher juntos e debaterem esta nova rotina.

15 – Paciência: Os pais devem estar preparados para contratempos e toda a readaptação dos estudantes. Momentos de caos podem surgir, contudo é extremamente necessário para ajustar a rotina novamente.

16 – Minhas férias: Estimule os filhos a contarem tudo o que fizeram nas férias. Que tal levar para o primeiro dia algumas lembranças em forma de fotos ou itens que relembrem ou representem o que a criançada fez longe da escola? Com certeza eles têm muito a contar e os amiguinhos vão adorar saber!

rotina de volta as aulas

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

Compartilhar este post
tenha tempo para as crianças

Oie,

Todo mundo sabe que brincar com os filhos é importante, tanto para estimular o desenvolvimento da criança, quanto para interagir e fortalecer o vínculo entre pais e filhos. Mas com a rotina diária, nem todos os pais dispõem de tempo ou ânimo para brincar e dar atenção ao filho sempre que ele solicita.

separe um tempo para brincar com as crianças

Pensando nisso, neste post vou listar cinco dicas práticas para facilitar e tornar a hora de brincar ainda mais prazerosa.

momento entre pai e filho

1 – O brincar nem sempre é algo individual e mesmo que alguns jogos sejam utilizados individualmente, como os de encaixes e quebra-cabeças, a brincadeira em conjunto é possível, com os pais próximos, ainda que apenas para observar.

2 – As brincadeiras de infância dos pais, podem servir como ideias e brincadeiras para os filhos. Que tal resgatar uma brincadeira da sua infância e apresentar aos seus filhos? Ou então, faça uma lista das brincadeiras preferidas de cada um e elejam qual será a brincadeira do dia ou do momento.

3 – Converse com a criança e cheguem juntos a um acordo para escolher a brincadeira. Explique que você prefere brincar de outra coisa, não de bola, por exemplo, e que isso ela pode fazer em outro momento, com os amigos. Eles vão entender e para eles, é mais importante a presença do que o tipo de brincadeira em si. Vale lembrar que brincadeiras não se limitam exclusivamente a correr, pular ou jogar bola, por exemplo, uma história ou uma animada partida de jogo também são ótimas opções.

4 – Reserve um tempo do seu dia para brincar com os filhos. Isso é importante para exercitar a criatividade, descobrir os gostos de cada um, interagir e fortalecer o vínculo entre vocês. Caso não seja possível organizar uma brincadeira, opte por ler uma história, fazer um desenho, ver algum livro interessante. Isso também fortalece laços importantes na infância. A criança se sente acolhida, compreendida e amada ao receber essa atenção e carinho.

5 – Por fim, a ideia é sempre que na hora de brincar, pais e filhos se divirtam juntos! É isso que aproxima e possibilita um conhecimento mútuo. A criança constrói sua visão de mundo a partir do que ela vive e depois representa em suas brincadeiras. Por isso, é importante que esse aspecto fundamental para o desenvolvimento infantil, não seja esquecido pela correria da rotina não só dos pais, mas das próprias crianças.

brincadeiras entre pais e filhos

Espero muito que você tenha gostado dessas dicas!

Super beijo,

 

Compartilhar este post