saiba como lidar com seu filho pré-adolescente

Oie,
A fase da pré-adolescência, que engloba a faixa dos 10 aos 13 anos, não é um momento fácil. O período é de imensas transformações que mexem tanto com o lado físico como o psicológico, quando há maior interesse pele sexualidade, ainda que o fluxo mental continue mantendo-se no nível do brincar. E quando seu filho chega a esta fase turbulenta, é hora de saber como agir, sem desrespeitar este momento tão importante da vida dele.
Os pais devem compreender que esse é um período de mudanças fundamentais no gosto e nas características comportamentais dos filhos. Ao compreender esta transformação, os pais devem tratá-la como algo natural e, em vez da repressão, apostar na orientação.
saiba como educar um filho na pré-adolescencia
Nessa fase, as regras devem ser estabelecidas, pois é agora, entre a infância e a adolescência, que os filhos devem incorporar os limites. Caso contrário, quando adulto, seu filho terá baixa capacidade de suportar frustrações e não saberá lidar com os desafios da vida.
Tanto as concessões como os limites devem ser estabelecidos de acordo com situações e comportamentos do pré-adolescente que, geralmente, tende a confrontar os pais.
As influências dos amigos começam a aparecer com bastante frequência, o que torna ainda mais importante conhecer a turma do seu filho, tanto para saber com quem ele está andando como para entender suas novas preferências e intenções.
Uma dica importante é incentivar a prática da atividade física, que favorece o desenvolvimento social e corporal, preparando o pré-adolescente para completar sua maturação no final da sua adolescência.
filhos na pré-adolescencia
Vale lembrar que o vínculo de confiança mútua se estabelece quando os pais contam um pouco sobre a própria adolescência e passam também a escutar seus filhos de uma forma menos crítica e autoritária.
É fundamental se mostrar presente, sem parecer intrometido, respeitando o momento de ouvir e o momento de silêncio e de intimidade do filho. Em vez de ajudar, o questionamento constante e inquistionário pode gerar apenas ansiedade, medo e insegurança. Há situações em que tudo o que o pré-adolescente precisa é refletir sozinho.
como deve ser a educação na pré adolescencia
Espero muito que você tenha gostado!
Super beijo,
Compartilhar este post
tenha tempo para as crianças

Oie,

Todo mundo sabe que brincar com os filhos é importante, tanto para estimular o desenvolvimento da criança, quanto para interagir e fortalecer o vínculo entre pais e filhos. Mas com a rotina diária, nem todos os pais dispõem de tempo ou ânimo para brincar e dar atenção ao filho sempre que ele solicita.

separe um tempo para brincar com as crianças

Pensando nisso, neste post vou listar cinco dicas práticas para facilitar e tornar a hora de brincar ainda mais prazerosa.

momento entre pai e filho

1 – O brincar nem sempre é algo individual e mesmo que alguns jogos sejam utilizados individualmente, como os de encaixes e quebra-cabeças, a brincadeira em conjunto é possível, com os pais próximos, ainda que apenas para observar.

2 – As brincadeiras de infância dos pais, podem servir como ideias e brincadeiras para os filhos. Que tal resgatar uma brincadeira da sua infância e apresentar aos seus filhos? Ou então, faça uma lista das brincadeiras preferidas de cada um e elejam qual será a brincadeira do dia ou do momento.

3 – Converse com a criança e cheguem juntos a um acordo para escolher a brincadeira. Explique que você prefere brincar de outra coisa, não de bola, por exemplo, e que isso ela pode fazer em outro momento, com os amigos. Eles vão entender e para eles, é mais importante a presença do que o tipo de brincadeira em si. Vale lembrar que brincadeiras não se limitam exclusivamente a correr, pular ou jogar bola, por exemplo, uma história ou uma animada partida de jogo também são ótimas opções.

4 – Reserve um tempo do seu dia para brincar com os filhos. Isso é importante para exercitar a criatividade, descobrir os gostos de cada um, interagir e fortalecer o vínculo entre vocês. Caso não seja possível organizar uma brincadeira, opte por ler uma história, fazer um desenho, ver algum livro interessante. Isso também fortalece laços importantes na infância. A criança se sente acolhida, compreendida e amada ao receber essa atenção e carinho.

5 – Por fim, a ideia é sempre que na hora de brincar, pais e filhos se divirtam juntos! É isso que aproxima e possibilita um conhecimento mútuo. A criança constrói sua visão de mundo a partir do que ela vive e depois representa em suas brincadeiras. Por isso, é importante que esse aspecto fundamental para o desenvolvimento infantil, não seja esquecido pela correria da rotina não só dos pais, mas das próprias crianças.

brincadeiras entre pais e filhos

Espero muito que você tenha gostado dessas dicas!

Super beijo,

 

Compartilhar este post