tudo o que você precisa saber sobre depilação

Oie,

Saiba como preparar a pele para a depilação!

Incidência de encravamento, foliculite e aparição de manchas é maior no período de calor. Estes problemas estão relacionados a falta de cuidados básicos e procedimentos mal realizados.

Manter a pele lisinha por um longo tempo durante o verão, sem o risco de encravamento ou a aparição de manchas, não é uma tarefa fácil. Esses problemas ocorrem com maior incidência nessa época por conta do calor e da exposição solar prolongada, relacionados também a falta de cuidados básicos e procedimentos mal realizados. A fundadora da rede de depilação Pello Menos, Regina Jordão, compartilhou com o GC seis maneiras para preparar a pele para o procedimento em dias quentes.

dicas para preparar a pele antes da depilação

Confira:

1 – Mantenha a pele hidratada: A pele hidratada permite que a cera libere os fios com mais facilidade e impede o risco de encravamento. No dia do procedimento, não use hidratantes ou cremes corporais, pois eles interferem na aderência da cera e dificultam o processo. Faça a hidratação até um dia antes da depilação e espere mais 24 horas para nutrir a pele novamente.

2 – Não tome sol antes e depois do processo: É necessário ficar 48h sem tomar sol antes e depois do processo, já que a pele recém bronzeada fica naturalmente fragilizada e em contato com a cera pode gerar queimaduras e vermelhidão. Use protetor solar nas pernas após o procedimento, já que o sol pode incidir nas temíveis manchas pigmentadas.

3 – Tenha a pele limpa antes de aplicar a cera: Tomar uma ducha fria aproximadamente duas horas antes do processo evita a contaminação bacteriana. O suor deixa a pele mais vulnerável a infecção e áreas do corpo como a pélvis, por exemplo, são normalmente mais quentes e úmidas, o que incide em uma propensão maior de inflamação.

4 – Esfoliação também evita o risco de infecção: A esfoliação remove as células mortas da camada córnea da pele e não devem ser usados uma semana antes da depilação. O ideal é esperar o mesmo período para retomar o uso. Produtos a base de álcool também devem ser evitados no pré e pós depilação.

5 – Evite roupas apertadas: Roupas apertadas facilitam o encravamento do pelo por conta do atrito constante com a pele. A propensão do risco é ainda maior na virilha e nas coxas, sendo mais comum em mulheres que praticam esportes e atividades físicas.

6 – Busque um centro estético com frequência: Muitos dos problemas pós depilação, assim como a flacidez, estão mais relacionados a qualidade do serviço do que ao próprio puxa-puxa do processo. Cera de baixa qualidade e pouca elasticidade superaquece, o que pode ferir a manchar a pele, assim como prejudicar o folículo.

tudo sobre depilação

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

saiba como ter uma horta no apartamento

Oie,

A agroecologista e professora do Namu Cursos Alessandra Nahra, compartilhou com a gente dicas para fazermos a nossa própria horta caseira agroecológica.

dicas para ter uma horta em casa

Veja como plantar os próprios alimentos de maneira econômica e sustentável. Confira algumas dicas:

1 – Veja onde há luz natural: O primeiro passo é encontrar um local onde haja bastante luz, pode ser uma laje da casa, um quintal, uma varanda ou até mesmo o parapeito de uma janela, mas é importante ser um local que você passe todos os dias, para que consiga sempre ver a horta.

2 – Use recipientes para fazer canteiros: Um dos pontos a serem ressaltados em uma horta caseira é que não precisa ter terra no chão. É possível usar praticamente qualquer recipiente: caixote, baldes plásticos, caixas de isopor e etc. Até gavetas de madeira podem virar canteiros.

3 – Encontre a espécie mais adequada para plantar: É preciso utilizar o bom senso na hora de escolher o que plantar. Não adinata plantar agrião se você ou ninguém da sua casa come este vegetal. Além disso, é importante levar em conta a geografia do espaço que se tem disponível para a seleção. Plantas como hortaliças, temperos e aromáticas exigem pelo menos 5 horas de sol direto por dia. Ou seja, é preciso de um espaço que recebe luz mais constante. Mas não desanime se a sua casa não recebe tanta luz! Pesquise espécies mais resistentes e experimente.

4 – Sempre cubra o solo com matéria orgânica: O solo precisa estar sempre coberto com palha, folhas secas e restos de poda. Aquele que fica exposto perde a umidade. Além disso, a ação bactericida do sol atrapalha os microrganismos, responsáveis por torná-lo rico em nutrientes.

5 – Adube e regue com regularidade: Este é um passo muito importante para manter a planta bem nutrida. A cada 20 dias a terra precisa ser revestida com composto orgânico, humus de minhoca ou bokashi. É preciso regar a planta todos os dias. Mas é importante ter cuidado para não exagerar nas doses de água.

Dicas de como ter uma horta

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

conheça os benefícios da dança

Oie,

Dançou muito durante o carnaval? Essa paixão nacional que, além das ruas também é sucesso nas academias de todo Brasil, proporciona inúmeros benefícios para o corpo e mente. E o melhor, pode ser praticada por pessoas de todos os perfis e todas as idades.

Nas aulas de Zumba, por exemplo, as pessoas encontram interação com outras pessoas e se motivam a praticar regularmente a atividade física.

mitos e verdades sobre dança

A personal trainer e especialista educacional da modalidade, Karla Mead, compartilhou 6 mitos e verdades sobre a atividade:

1 – A dança pode ser considerada uma atividade física: Verdade! Toda atividade estruturada, sistematizada e repetitiva que tem como objetivo a melhora da flexibilidade e da força, pode ser considerada uma atividade física. A dança também auxilia no aumento da flexibilidade, coordenação motora e condicionamento aeróbico, mesmo quando a intenção da aula é simplesmente diversão.

2 – Dançar emagrece: Verdade! E como emagrece! Tudo depende da intensidade que cada pessoa coloca nos movimentos da coreografia. Em uma aula de Zumba, por exemplo, tem pessoas que gastam até 1.000 calorias.

3 – Dançar não tonifica os músculos: Mito! Dançar tonifica a musculatura, sim. Os praticantes da atividade trabalham glúteos, posterior de coxa, panturrilha, abdômen, costas e quadríceps. É uma atividade com método intervalado intermitente muito completa que pode ser combinada com movimentos de contração muscular ou pilometria, o que auxiliaria na queima de gordura e tonificação muscular.

4 – A dança é só para jovens: Mito! A dança é uma atividade física inclusiva, pois pessoas de todos os sexos e idades podem praticar. É possível encontrar nas academias aulas específicas de dança para a terceira idade. É o papel do professor adaptar a aula às necessidades individuais dos alunos.

5 – Dançar é pra quem tem dom: Mito! Que algumas pessoas já nascem com habilidade à dança, é fato. Porém, a coordenação motora e o ritmo podem ser adquiridos com treino. A coreografia pode ser aprendida em tempos diferentes pelos alunos. Porém, um dos lados positivos das aulas coletivas é que um motiva o outro e assim fica difícil não se sentir motivado para se desafiar em uma próxima aula.

6 – Só pessoas magras podem dançar: Mito! Todo mundo pode dançar, independente do biotipo. As dificuldades que qualquer pessoa pode encontrar, serão sanadas com persistência. O papel da dança, acima de tudo, é fazer com que as pessoas se sintam mais felizes.

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

saiba o que está te impedindo de emagrecer

Oie,

Você sabia que fazer as refeições sem prestar atenção na comida dá um problemão? Nosso foco tem muito a ver com a sensação de saciedade durante as refeições. Comer sem prestar atenção nos faz passar da conta naquele arrozinho… péssima notícia para os apressadinhos.

Seguir uma dieta, iniciar atividades físicas ou até mesmo optar por uma cirurgia bariátrica. As estratégias para emagrecer são várias, mas todas elas costumam falhar por um mesmo motivo: a dificuldade que as pessoas têm de mudar hábitos.

Construídos ao longo da vida, eles são bem difíceis de serem abandonados, mesmo que a pessoa tenha consciência que se tratam de algo ruim para a saúde. Se a pessoa não muda hábitos nocivos, inevitavelmente, volta a engordar.

como emagrecer saudável

A estrategista de emagrecimento, Mari De Chiara, compartilhou com a gente algumas dicas valiosas. Confira os hábitos que mais boicotam a perda de peso definitiva:

1 – Dormir pouco: Dormir bem regula os níveis de grelina e leptina, hormônios que, respectivamente, regulam a fome e a sensação de saciedade. Esses hormônios, quando desregulados, afetam o controle do peso, pois a pessoa está sempre com fome. Não ter uma rotina de sono adequada, com pelo menos 6 horas por noite, atrapalha a perca de peso.

2 – Não planejar a alimentação: Quem não planeja as refeições, perde o controle sobre a quantidade de carboidratos, proteínas e gorduras que ingere. Uma dica pra quem come em restaurantes por quilo, por exemplo, é observar o que há disponível, planejar a refeição e depois entrar na fila para pegar os alimentos. Quando a refeição é feita em casa, a dica é planejar as compras da semana, garantindo que sempre haverá opções de proteínas magras, frutas e verduras. Também vale a pena escolher um prato pequeno para servir a comida. Pratos muito grandes disfarçam o tamanho das porções e a pessoa nem percebe que exagerou.

3 – Comer sem prestar atenção e sem mastigar bem: Alinhado com o planejamento das refeições, prestar atenção ao que se come é um hábito que deve ser praticado apesar das distrações. Manter o foco na comida durante as refeições provoca maior sensação de saciedade. Você deve se alimentar com calma para que seu organismo entenda exatamente quando está saciado. A mastigação dos alimentos é um ato importante no processo de alimentação. Quando o alimento chega ao estômago, essa informação demora cerca de 20 minutos para chegar ao cérebro, portanto, o ato de comer lentamente possibilita que o cérebro entenda, eficientemente, a mensagem enviada pelo hormônio da saciedade, a leptina. Comer devagar também é uma forma de valorizar a refeição e ajuda a degustar melhor cada alimento.

4 – Ingerir líquidos durante as refeições: Beber água ou líquidos durante as refeições estimula o aumento do volume do estômago, o que faz com que você tenha vontade de comer mais. O ato de comer sempre tomando líquidos deve ser evitado para que não se torne um costume. Caso seja necessário, tome apenas 100ml de água depois das refeições, aos poucos vá eliminando completamente.

5 – Pular o café da manhã: Não comer pela manhã faz com que seu corpo não se prepare para o dia, portanto, isso te deixa cansado e sem energia. Tomar um bom café da manhã repõe as energias depois de uma noite de sono e impede que você coma exageradamente no almoço, por exemplo. O café da manha também ajuda a evitar picos de insulina e regular as chances de desenvolver diabetes do tipo 2.

6 – Não beber água: A ingestão de um volume adequando de água ajuda no emagrecimento. A pessoa pode seguir a seguinte regra: beber diariamente 35ml para cada quilo. Uma pessoa que pesa 60 quilos, por exemplo, deve beber cerca de 2 litros de água ao longo do dia.

o que eu faço pra emagrecer

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,