maquiagem em tons terrosos

Oie,

As temperaturas estão caindo em todo o Brasil, e as tendências de maquiagem para as estações mais frias do ano despontaram nas passarelas, look books e revistas especializadas por todo o mundo. Apostando nos estilos que dominarão os próximos meses, o maquiador e visagista Pablo Inisio, coordenador do curso de Make Up Design do Centro Europeu de Curitiba, preparou uma lista com os principais efeitos e cores para olhos, pele e lábios que estarão em alta durante as estações mais frias do ano.

Pele iluminada: Uma das principais tendências para bases e pós compactos é o efeito de pele bem feita e iluminada. É uma pele com boa cobertura, bem acabada e destacando o brilho dos iluminadores. Sendo que é importante lembrar que no outono e inverno o ideal é utilizar bases com hidratantes e proteção solar para evitar o ressecamento da pele, muito comum nos dias mais frios.

pele iluminada

Sombras anos 80: As sombras em cores vibrantes, consagradas no último verão, continuam fortes para o outono e inverno 2019, mas agora em tons mais frios. Temos uma forte revisitação dos anos 80 no mundo fashion e esta tendência estará bastante em alta também para as produções de make. Os olhos bem marcados em tons de azuis, lilás e rosa serão os grandes protagonistas da estação. O living coral, cor do ano da Pantone, também continua com espaço nessa época do ano, só que abusando mais das cores com aspectos mais frios da paleta.

sombras anos 80

Cílios volumosos: Nos olhos, os cílios terão grande destaque dando espaço para estilos bem cheios. A tendência de cílios com volume, postiços e com muita máscara estarão em alta nos próximos meses.

cílios volumosos

Lábios terrosos: Quanto aos lábios, a aposta é nas cores de batons mais terrosas, como os marrons, laranjas e vermelhos escuros, em tons mais fortes e fechados.

batom terroso em alta

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

Compartilhar este post
como cuidar dos cabelos no inverno

Oie,

EVITAR ÁGUA MUITO QUENTE E CAPRICHAR NA HIDRATAÇÃO SÃO ALGUMAS DAS DICAS!

Se você pensa que o verão é arqui-inimigo dos cabelos, engana-se. O verdadeiro vilão da saúde dos fios é o inverno. Nesta época do ano, por causa do frio, abusamos mais do banho quente, do uso de secadores e das chapinhas. E é justamente esta variação térmica que é tão prejudicial aos cabelos.

Nas estações mais frias, é comum que as pessoas digam que os cabelos estão sem brilho e ressecados. O hairstylist e cabeleireiro, Felipe Guimarães, disse pra gente que a pouca umidade e o clima seco proporcionam uma desidratação natural dos fios, e aqueles que possuem cabelos fracos sentem ainda mais esses efeitos.

cuidados com os cabelos redobrados

Confira algumas dicas preciosas para salvar os seus cabelos durante este outono-inverno.

1 – Evite tomar banho muito quente

Prefira lavar os fios com água morna, quase fria. Banos muito quentes ressecam tanto a pele, quanto os cabelos. Além disso, a água muito quente dilata as cutículas capilares e impede que os hidratantes penetrem na fibra capilar.

2 – Use e abuse de protetores térmicos

Durante o frio é praticamente impossível deixar de usar o secador de cabelos após o banho. Por isso, uma dica prática e eficiente é fazer uso dos protetores térmicos. Esse produto cria uma película protetora que diminui os efeitos do secador e chapinha nos fios. Existem vários tipos de protetores no mercado, e o melhor: eles podem e devem ser utilizados durante o ano inteiro!

Quando o cabelo estiver molhado, o ideal é utilizar o protetor na versão creme para proteger do secador. Já quando o cabelo estiver seco, a melhor opção é a óleo.

3 – Aposte em máscaras de hidratação

Hidratar os cabelos está intimamente ligado a saúde dos fios. O principal objetivo das máscaras é nutrir e selar as madeixas, por isso, elas estão super indicadas para o tratamento durante o inverno. O mais legal é que as máscaras podem até mesmo substituir os condicionadores. Então, é só escolher a mais adequada para o seu tipo de cabelo e aproveitar.

cuidados com os cabelos no outono

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

Compartilhar este post
deixe seu gato limpinho

Oie,

Os dias mais frios chegaram e alguns cuidados precisam ser tomados na hora do banho do pet, principalmente com os gatos.

Quem já tentou dar banho em gatos sabe que a missão não é tão simples, já que a maioria deles não gostam nem um pouco de entrar na água para aquela sessão de limpeza. Mas, diferente dos cães, eles não precisam tomar banhos regularmente, pois conseguem se manter limpos sozinhos. O que pode exigir um cuidado maior com a higiene são momentos pontuais, como, por exemplo, quando o felino brinca com terra.

Para esses casos, você pode optar pelo banho a seco que, além de limpar, evita o estresse do animal e o seu também. O banho a seco para gato é uma opção que, além de manter o animal sempre limpo e evitar situações de irritação, também economiza água e é uma ótima alternativa para dias mais frios.

saiba como cuidar dos pelos dos gatosPor isso, quando precisar fazer a higiene do seu companheiro, siga esse passo a passo do banho seco para os felinos que o Marcello Machado, médico veterinário da Max Cat compartilhou com a gente:

Você vai precisar de:

 – Lenços umedecidos para gatos (é importante que sejam específicos para o uso animal);

 – Algodão;

 – Produto para banho a seco em gato (peça orientação ao veterinário sobre qual é o mais indicado para seu felino);

 – Toalha seca;

Banho:

Use os lenços umedecidos: Comece uma limpeza por todo o corpo do gato com os lenços úmidos e tenha cuidado de tirar a parte mais evidente da sujeira. Dê bastante atenção às patas, genitais e todas as dobrinhas que tiverem sujeiras. Nesse momento é importante não se estressar e não passar nervosismo, tente levar como uma brincadeira com o gato. Para isso, vale usar alguns brinquedos e dar muito carinho.

Cuidar dos pelos do gato: Chegou o momento de cuidar dos pelos. Escolha um produto específico para o gato, pois sabemos que ele irá lamber e acabará ingerindo a substância que foi aplicada. Pegue o spray e borrife por todo o corpo do seu amigo, sempre tomando cuidado para não atingir seus olhos. Use uma toalha seca para espalhar o produto no pelo e, caso o gato tenha o pelo comprido, substitua a toalha por uma escova e vá passando no sentido contrário do pelo.

Para finalizar, pode usar um secador de longe e ir fazendo a escovação no sentido do pelo. Esse processo irá retirar a sujeira, evitando doenças de pele como pulgas e outros problemas que podem prejudicar a saúde do seu pequeno.

saiba como dar banho a seco nos gatos

Seguindo todos os passos, você verá que é fácil deixar o felino limpo sem passar pelo estresse da água.

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

Compartilhar este post
saiba tudo sobre a cirurgia plástica

Oie,

Praticar hábitos de vida saudáveis, mater o peso sob controle, alimentar-se bem e praticar exercícios físicos regularmente são essenciais para ter saúde e conquistar um corpo bonito. Quando tudo isso não é suficiente para alimentar aquela gordurinha localizada que não vai embora de jeito nenhum, a solução, para muitos, pode estar na realização de tratamentos estéticos como a lipoaspiração. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas, este é o segundo procedimento mais realizado no país, ficando atrás apenas da colocação de próteses para o aumento das mamas.

Desde sempre, a lipoaspiração é uma alternativa para eliminar o acúmulo de gordura em diferentes áreas do corpo, especialmente coxas, braços, pescoço, cintura, costas, entre outros. A cirurgia pode ser realizada de forma isolada ou de maneira complementar a outras intervenções, como redução da mama ou a abdominoplastia. É importante lembrar, porém, que a lipoaspiração não é um tratamento contra a obesidade e não substitui a prática de exercícios físicos, muito menos os bons hábitos alimentares

tire suas dúvidas sobre a lipoaspiração

O cirurgião plástico Alan Landecker, referência no assunto no Brasil, ressalta 10 pontos essenciais que todo paciente deve ter em mente antes de optar pela operação. Confira:

1 – Ao contrário da expectativa de muitos, o primeiro requisito para se submeter a uma lipoaspiração é estar em seu peso ideal ou o mais próximo dele possível.

2 – Após o procedimento, o paciente precisará manter repouso absoluto pelo período de 7 a 14 dias. É preciso seguir à risca os cuidados recomendados pelo médico, como não fazer esforço e deitar-se sem pressionar o local aspirado. Mexer as pernas com frequência é importante para afastar o risco de trombose.

3 – Algumas substâncias que costumamos consumir de forma natural têm propriedades anticoagulantes, ou seja, podem atrapalhar a cicatrização. Portanto, pelo menos 15 dias antes do procedimento, o paciente não deve tomar medicamentos com ácido acetilsalicílico (a popular Aspirina), além de evitar o uso de arnica e suplentes verbais.

4 – O paciente precisa estar em perfeitas condições de saúde, assim como em qualquer outra cirurgia estética, para ter uma recuperação adequada e com resultados satisfatórios. Portanto, o procedimento só poderá ser realizado se todos os exames laboratoriais solicitados pelo médico comprovarem esse requisito.

5 – Ao escolher um cirurgião plástico, o paciente deve verificar se o profissional é membro da Sociedade Brasileira de cirurgia Plástica (SBCP). Desta forma, o paciente poderá verificar o histórico do médico no site da entidade. É importante ainda verificar se o médico escolhido tem algum processo, além de conversar com pacientes que já se submeteram a procedimentos realizados pelo especialista. O importante é se atentar aos detalhes: repare na higiene do consultório, observe como o médico se comporta, como ele se veste, como ele se porta, se ele é claro o suficiente ao responder às suas dúvidas.

6 – O hospital onde será realizada a cirurgia é um aspecto muito importante. Ao ser escolhido pelo médico, pesquise sobre o local, sobre o histórico do local, se possível, Agende uma visita para conhecer as instalações, converse com as enfermeiras e com a equipe médica para saber como costuma ser o desempenho do médico e, principalmente, verifique se o hospital tem uma UTI adequada para atender os pacientes em caso de possíveis complicações.

7 – Os materiais usados pelo médico são de extrema importância. Se possível, pesquise sobre a qualidade de cada item para saber sua procedência e qualidade, principalmente em relação às cânulas de aspiração.

8 – Tenha em mente que os resultados também dependem de você e não só do médico. Siga, de maneira rigorosa TODAS as recomendações do especialista para ter um pós-operatório tranquilo, o que inclui tomar os medicamentos prescritos e manter repouso absoluto.

9 – A cinta compressiva será seu principal item na recuperação pós-cirurgia. Além de contribuir para o reposicionamento e cicatrização dos tecidos, ela ajuda o organismo a reabsorver os líquidos que causam o inchaço, evita possíveis sangramentos e deixa a área operada livre de irregularidades.

10 – Depois do procedimento, entra em cena a fisioterapia pós-operatória. Os recursos fisioterapêuticos trazem inúmeros benefícios para o paciente, desde a recuperação mais rápida e a diminuição gradual do tempo de repouso e de possíveis incômodos e dores, até a prevenção de fibroses e a restauração do fluxo sanguíneo e linfático.

saiba tudo sobre a lipoaspiração

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

Compartilhar este post