dicas para ter um cenário bonito

Oie,

Em tempos de isolamento social, as vídeos conferências e as lives tornaram-se o maior meio de comunicação no mundo e, pensando nisso, a designer de interiores Marilia Veiga compartilhou com o GC algumas dicas de como deixar o ambiente com um visual mais atraente e estimulante para produzir conteúdos ao vivo, desde uma reunião de trabalho ou até mesmo um show em casa.

iluminação para os vídeos

Confira 3 dicas para decorar um ambiente de maneira prática e convidativa

Investir nas cores é o ponta pé inicial de uma boa decoração. Escolher um cômodo que possui uma parede colorida com uma cor vibrante é garantia de acerto, pois as cores transmitem sensações e personalidade ao ambiente, transformando o espaço em seu cartão de visita.

Outro ponto indispensável na hora de produzir um conteúdo de vídeo é uma boa iluminação. Posicione em pontos estratégicos uma luminária ou um refletor. Além de agregar na decoração proporcionando estilo e modernidade, fará com que o vídeo tenha um resultado positivo em relação a claridade. No meu Instagram Garotas Consumistas tem um destaque onde eu indico a Rng Light que eu comprei e uma resenha.

Para finalizar, ousar na hora de escolher os itens decorativos é uma boa aposta. Os quadros valorizam o espaço e deixam a decoração muito mais charmosa e interessante. As plantas são sempre muito bem-vindas, não só pela questão estética em si, mas também pelos benefícios naturais, e, para fechar com chave de ouro, os tapetes são fundamentais para criar um ambiente descontraído e contemporâneo.

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

dicas de beleza

Oie,

A recomendação é ficar em casa, por isso, o post de hoje é com dicas de alguns tratamentos estéticos ideais para você ficar ainda mais jovem, mesmo em casa.

spa day na quarentena

Pele limpa

Por mais tumultuado que seja o seu dia, nunca pule a limpeza da pele. A dica é aproveitar a hora de escovar os dentes (de manhã e antes de dormir) e caprichar na limpeza com sabonetes específicos, orientados pelo seu dermatologista. A água micelar pode ser usada também, uma vez ao dia, já que faz uma limpeza profunda da pele. Se preferir, os lenços higienizantes são bem práticos. Outra dica é usar um pouco de mel e açúcar para esfoliar o rosto, esse método caseiro remove as células mortas e deixa a pele lisinha – esse procedimento deve ser feito 1 vez por semana. Lembre-se sempre de tonificar, esse procedimento equilibra o pH da pele e hidratar logo em seguida.

Cabelo hidratado

Uma das dicas rápidas de beleza que pode ser feita tranquilamente em casa é a hidratação. Embora muitas pessoas pensem que o procedimento só funciona em salão de beleza, saiba que atualmente existem ótimos produtos para você fazer de forma caseira e com a mesma eficiência. Além disso, enquanto o produto age no cabelo, é possível fazer outras coisas. Utilize o creme hidratante de sua preferência.

Cuidados com as unhas

Mesmo parecendo impossível, alguns truques podem manter as unhas impecáveis de forma prática e rápida. Lembre-se sempre de lixá-las na mesma direção, evitando que elas fiquem quebradiças e descamem. A cutícula não precisa ser retirada com o alicate se você não quiser, o que pode dar trabalho e demandar muito tempo. Basta hidratá-las com um creme específico ou usar óleo de amêndoas.

rotina de beleza na quarentena

Aline Caniçais, fisioterapeuta dermatofuncional

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

tire todas as dúvidas sobre a gravidez

Oie,

A preocupação em cuidar do bebê aparece desde o primeiro momento em que a mulher descobre que vai ser mãe. A partir desse momento as mamães começam a se interessar por qualquer informação que possa ajudar no desenvolvimento de uma gravidez tranquila e saudável.

Algumas delas até se transformam em “experts” de bebês e até orientam outras grávidas sobre suas descobertas.

De acordo com o ginecologista e obstetra Dr. Domingos Mantelli Borges Filho (CRM – 107.997), a cada fase que a gestante avança, o corpo modifica. A gestação é uma fase marcada por mudanças físicas e psíquicas. Durante a gravidez a mulher começa a produzir uma quantidade enorme de hormônios, como o Beta HCG, a progesterona e diversos outros, que vão interferir diretamente no seu corpo.

A gestação é dividida em três fases: Primeira, Seguda e Terceira, cada uma referente a um trimestre.

O primeiro trimestre corresponde a 1ª a 13ª semana. É a fase mais difícil para a mãe e o bebê. Enjoos matinais, cansaço, alterações de humor, seios sensíveis são um dos sintomas que correspondem ao primeiro trimestre da gravidez. O exercício físico, substituir os sutiãs por outros mais confortáveis, consumir bebidas quentes e frutas secas são boas escolhas para atenuar esses sintomas durante esse estágio.

O segundo trimestre ocorre da 14ª a 27ª semana. A barriga começa a crescer e as náuseas desaparecem. É a hora de a mãe passar a cuidar melhor da alimentação e evitar os excessos para não engordar. A partir do quarto mês, o alargamento da cintura é mais nítido e com isso surge à necessidade de começar a usar roupas mais confortáveis e soltas. É possível que a gestante engorde, em média, de 5 a 7 quilos, devido ao apetite que aumenta na mesma proporção em que o bebê cresce. A digestão fica mais lenta e pode ocorrer constipação e prisão de ventre. Por isso, é importante uma alimentação rica em grãos integrais e fibras.

O terceiro trimestre que acontece da 28ª a 40ª semana marca a última fase da gestação. Nesse último estágio que acontece a chegada do bebê a gestante pode sentir falta de ar provocada pela pressão do ventre desenvolvido sobre o diafragma. Outro fator é o crescimento do bebê que também aperta a bexiga, podendo levar a perdas involuntárias de pequenas quantidades de urina ao tossir, correr, rir ou fazer algum esforço.

tudo sobre gravidez

O ginecologista e obstruíra Dr. Domingos Mantelli esclarece 20 dúvidas mais frequentes de gestantes que estão passando por cada uma dessas fases.

Primeiro Trimestre

1 – Sangrar durante o início da gravidez é normal?

A perda de sangue no gravidez ocorre em quase 20% das gestantes e pode sim ser normal, correspondente à nidação que é a fixação do embrião dentro do útero! Porem as patologias como a ameaça de abortamento devem ser descartadas.

2 – Os sintomas da gravidez parecem ter desaparecido, significa que possa ter tido um abordo?

A intensidade dos sintomas como cansaço, tensão mamária e náuseas variam muito de mulher para mulher. Caso você note alguma anormalidade diante desses sintomas, procure o seu médico para ele fazer um exame que possa detectar se existe algum problema fora do comum.

3 – Como deve ser feita a alimentação?

A alimentação da gestante deve ser equilibrada: frutas, verduras, carnes, cereais e leite devem ser incluídos. O ideal é a gestante comer pouco e fazer de quatro a seis refeições ao dia, bebendo bastante líquido (de um a dois litros de água por dia). Evite massas, doces, bebidas gasosas e álcool. E observe o seu peso, o recomendado é 9 a 12 kg referente ao IMC da gestante, que é considerado uma medida saudável para a mãe e o bebê. Nada de comer por dois!

4 – É possível sentir os movimentos do feto a partir do primeiro trimestre de gestação?

Os movimentos do bebê nesse estágio ainda não são perceptíveis pela mãe. O bebê só pode ser sentido a partir da décima oitava semana. Antes disso, o que a gestante sente são os movimentos peristálticos do intestino.

5 – Inchaço em grávidas é sempre sinal de que a pressão está alta?

No final da gestação o edema é bastante comum, devido à compressão da veia cava dentro do abdômen e muitas vezes não significa que é problema de pressão alta.

6 – Sexo durante a gravidez faz mal para o bebê?

A relação sexual pode ser bem-vinda para o casal. Exceto em casos especiais, como o surgimento de sangramento ou contrações.

Segundo Semestre

7 – Já dá para saber o sexo do bebê e a data do parto?

A data do parto pode ser calculada a partir da primeira data da última menstruação. Quanto, ao sexo do bebê, por meio do exame de sangue a partir de 10 semanas e com o ultrassom com 18 semanas é possível saber o sexo do bebê.

8 – Grávidas não podem fazer nenhum tratamento odontológico?

Isso é mito. A gestante pode realizar um tratamento bucal normalmente, pois é nesse estágio de gravidez que há maior incidência de cáries e inflamação na gengiva. Caso for necessário realizar exames de raio-X, a gestante deve vestir um avental de chumbo para proteger o feto, e a anestesia deverá ser preferencialmente sem substância vasoconstrictora.

9 – A partir de quantas semanas é possível ouvir o coração do bebê?

Os batimentos cardíacos são audíveis a partir da quinta semana com o uso do ultrassom. Entre 12ª e 14ª semanas de gestação, é possível ouvir o coraçãozinho do bebê com outro equipamento, o sonar Doppler.

10 – Quantos quilos pode engordar?

A gestante deve se preocupar com o ganho de peso durante o segundo trimestre. As futuras mamães não podem ultrapassar o seu IMC (Índice de Massa Corpórea), ela pode ter variações de peso para um pouco mais ou para menos conforme o seu IMC. O ideal seria engordar de 5 a 12 kg no máximo.

11 – Posso passar qualquer hidratante no corpo ou precisa ser um tipo específico para gestantes?

Alguns ativos de hidratantes comuns são proibidos na gravidez. Por essa razão, o melhor é optar por produtos exclusivos para gestantes. Mas saiba que mesmo eles podem causar alguma irritação.

12 – Posso fazer tratamento para varizes?

As varizes que aparecem durante a gestação normalmente somem após o parto. O ideal para as gestantes que estão passando por esse problema é não optar por nenhum tratamento. Deixar as pernas levantadas por alguns minutos, evitar ficar muito parada em pé ou sentada e fazer caminhadas podem amenizar os sintomas.

13 – Posso tingir o cabelo?

So mesmo a partir do quarto mês de gestação. As tinturas, mesmo aquelas sem amônia na composição e a hena, não devem ser usadas no primeiro trimestre da gravidez. Escova progressiva, alisamentos também devem ser evitados durante toda a gestação.

14 – Como calcula a semana de gestação?

Faça a contagem a partir do último dia da menstruação e considere que a gravidez tem 280 dias, ou 40 semanas. Mas, não misture o cálculo das semanas com o dos meses. Isso porque quatro semanas tem 28 dias, e não um mês.

Terceiro Trimestre

15 – A ansiedade pode acelerar o parto ou fazer mal para o bebê?

Independente do grau de ansiedade da mãe ela não interfere no aceleramento da gestação. Em alguns casos, alguns médicos orientam o uso de medicamentos para controlar o equilíbrio emocional, pois você querendo ou não, essa ansiedade apesar de não acelerar o parto, ele libera hormônios que passa para o bebê causando várias alterações.

16 – Estou muito inchada. Devo me preocupar?

O inchaço é comum no final da gestação, mas se ele acontece de forma generalizada, procure o seu médico para diagnosticar se esse edema pode desencadear um problema grave, por exemplo, a doença hipertensiva que ocorre na gravidez.

17 – Dores nas costas. O que fazer para aliviá-las?

A coluna vertebral é bastante sobrecarregada durante a gestação. Se as dores forem insuportáveis, pode-se ainda utilizar analgésicos. Alongamentos e massagens podem ser a salvação durante toda a gravidez.

18 – Até quantas semanas uma gestação pode ir?

O tempo previsto é de 40 semanas. O envelhecimento da placenta pode comprometer tanto a circulação do sangue como a troca de nutrientes entre o bebê e a mãe. Essa situação é arriscada para ambos. Porém hoje em dia os estudos mostram que podemos aguardar em segurança até 41 semanas.

19 – Como sei que estou entrando em trabalho de parto?

As contrações aumentam e duram em torno de 30 a 40 segundos cada uma. Ocorrem em média de 3 contrações em 10 minutos. O rompimento da bolsa é o sinal que a mãe deve ir imediatamente para o hospital, pois ela pode estar entrando em trabalho de parto.

20 – Quando o bebê encaixa?

A mulher não tem como saber. Somente um exame clínico e o toque afinal é que são capazes de revelar se há ou não a dilatação.

tudo-sobre-gestação

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,

aumente-a-imunidade

Oie,

Uma hora calor, em outra frio. Em um momento cheio de energia e vitalidade, em outro com tosse e coriza. Com as mudanças bruscas de temperaturas e a evolução de novos vírus se espalhando, não há corpo que aguente sem se prevenir. A Dra. Fabiola Toffoli, pediatra e coordenadora da pediatria da AACD (UTI e Utilidades de Internação), disse que com o fim do verão e o início da temporada fria do ano agrava doenças respiratórias e pulmonares, principalmente as de causa viral, que se tornam as mais dominantes e em grande parte graves. Idealmente a prevenção deve ser feita ao longo do ano para evitar quedas da imunidade, porém é necessário intensificar os cuidados nesse momento, antes das estações mais frias, para barrar gripes e resfriados.

Pensando nisso, Weleda, marca suíça de cosméticos naturais e medicamentos antroposóficos, compartilhou com o GC uma lista de cuidados que todos devem ter durante esse período.

Higiene Pessoal é essencial

higiene pessoal

Os vírus são transmitidos por gotículas de saliva que percorrem o ar e, por essa razão, o principal cuidado é manter as mãos limpas lavando-as frequentemente com água e sabão, cobrir a boca ao tossir e espirrar e não compartilhar objetos de uso pessoal. Outra dica é sempre ter por perto um frasco de álcool em gel para os momentos que não conseguir lavar as mãos.

Alimentação viva e colorida

alimentação saudável

Se somos o que comemos, é necessário mantermos uma alimentação balanceada e nutritiva para mantermos o corpo saudável e em bom funcionamento. É super importante investir em frutas cítricas, que contam com uma alta concentração de vitamina C e ajudam na absorção de ferro, vegetais, verdes escuros ticos em ácido fólico, oleaginosas, que são cheias de vitamina E e Zinco, além de cereais integrais e leguminosas que também fornecem Zinco para o corpo.

Água, água e mais água

beba água

O corpo humano é formado por 75% de água, não é à toa que é preciso consumi-la constantemente para manter o bom funcionamento do sistema. Beber água ajuda a fortalecer as defesas do organismo, pois retira impurezas e melhora a resistência física.

Dormir bem para acordar bem

durma bem para acordar bem

Uma boa qualidade do sono é fundamental para o organismo funcionar corretamente, principalmente para a imunidade. As células imunológicas respondem diretamente à produção de cortisol endógeno, hormônio do estresse, que eleva na privação de sono ou na baixa qualidade dele. Uma noite mal dormida diminui as defesas naturais do corpo contra os vírus.

Evite vícios

evite vícios

Para manter a saúde intácta, é importante ficar longe dos vícios como tabagismo e o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, que não fazem só mal para a imunidade, mas também para os outros sistemas do organismo. Outras medidas preventivas que estimulam a saúde são evitar o estresse e praticar exercícios físicos regularmente.

Espero muito que você tenha gostado!

Super beijo,